Artigos

A Inclusão da Literatura Inglesa na Grade Curricular

Rafaelle Mamelli Nogueira

"A Inclusão da Literatura Inglesa na Grade Curricular"

Rafaelle Mamelli Nogueira

INTRODUÇÃO

Através dos Parâmetros Curriculares de Língua Estrangeira para o Ensino Médio, é determinado que trabalhar a língua quanto ao discurso (oral e/ou escrito) - compreendido como prática social significativa, e o ponto de partida para o desenvolvimento das Aulas de Língua Estrangeira Moderna é o texto, não apenas do ponto de vista discursivo, mas também através da prática da leitura e do desenvolvimento de estratégias da leitura, unindo oralidade, escrita e compreensão auditiva.

Considerando a prática discursiva ao redor dos Parâmetros Curriculares, compreende-se que, ao apresentar um texto ao aluno, abre-se a possibilidade de explorar todas as quatro práticas discursivas: a leitura, a oralidade, a escrita e compreensão auditiva, sendo que, em situações de comunicação elas não aparecem isoladamente, pelo contrário, são influenciadas umas pelas outras. Daí a necessidade de se apresentar ao aluno textos de diversos gêneros textuais, para que haja uma comparação de forma coerente, compreendendo as diferenças estruturais, reconhecendo autores, e possível interlocutor, possibilitando também um confronto com as experiências de leituras já obtidas pelo aluno em vivência de sua língua materna, preparando-o não somente para a aprendizagem de uma língua estrangeira, mas também formando um crítico capaz de atuar na sociedade.

Marcuschi (2008 p.207), por outro lado, afirma que:

Os gêneros que aparecem nas seções centrais e básicas, analisados de maneira aprofundada são sempre os mesmos. Os demais gêneros figuram apenas para enfeite e até para distração dos alunos.

É exatamente o que ocorre nas aulas de Língua Inglesa, pois, nota-se que os textos utilizados no Ensino Médio são em sua maioria, textos publicitários, jornalísticos, informativos ou de opinião, no entanto o texto propriamente literário tem sido raramente apresentado. E não justificável, pois, a literatura, além de contribuir para a aquisição da língua, permitindo influenciar e reforçar temas sociais, econômicos, políticos e emocionais que contribuem para a formação de uma consciência crítica, preparando o aluno para ser um sujeito histórico e constituído socialmente.

Literatura Estrangeira no Ensino Médio

No Ensino Médio, o educando é introduzido a ter contato efetivo com a Literatura, que é um dos principais conteúdos explorados nas aulas de Língua Portuguesa, através da linguagem conotativa, simbólica, explorada nos textos literários, e não é algo desconhecido, ou seja, o aluno se familiariza com as escolas literárias, autores e obras consagradas da literatura nacional desde sempre, dando-se a devida importância à Literatura para uma formação integral do ser humano. Com essa perspectiva, já facilita ao educando a aprendizagem da Literatura Estrangeira, ou seja, abrindo portas para um conhecimento mais completo.

Referimo-nos a toda essa "Descoberta da Literatura" em língua materna como uma extensão à Literatura Inglesa, o que possibilita explorar os conhecimentos linguísticos, discursivos, sócio-pragmáticos e culturais de cada indivíduo, promovendo a ascensão às diversas manifestações culturais, desenvolvendo o senso crítico, confrontando obras de autores nacionais e estrangeiros, definindo as influências e os processos intertextuais.

O referencial teórico que fundamenta as questões metodológicas do PCN para o Ensino de Língua Estrangeira retoma a pedagogia crítica afirmando que por entender que esta é a tônica de uma abordagem que valoriza a escola como espaço social democrático, responsável pela apropriação crítica e histórica do conhecimento, como instrumento da compreensão das relações sociais e para a transformação da sociedade.

Dessa forma, a aula de Língua Estrangeira também possibilita ao aluno o reconhecimento e o entendimento da diversidade linguística e cultural, engajando-o discursivamente a fim de que possa construir significados criticamente em relação ao mundo em que vive; o texto literário pode ser um excelente recurso para que isso ocorra, considerando que, por meio da Literatura é possível promover reflexões sobre questões de poder e as ideologias dominantes presentes na sociedade, auxiliando para a formação de um indivíduo crítico capaz de construir significados, respeitar e conhecer culturas diferentes.

No entanto, nas trocas de experiências com os professores de Língua Inglesa da rede Estadual do Ensino Médio, percebe-se que o texto literário nas aulas do Ensino Médio estão praticamente excluídos, e os fatores principais que justificam esta prática são: o grande número de alunos em sala, a carga-horária limitada da disciplina, a falta de interesse dos alunos pela literatura, não somente em Língua Estrangeira, mas também na Língua Materna, a carência de materiais de apoio, além da dificuldade em relação aos conhecimentos linguísticos dos educandos.

Essas dificuldades ocorrem em qualquer contexto, não somente em relação à abordagem da literatura, porque, independentemente do gênero textual ou do conteúdo a ser ministrado, as mesmas questões são apresentadas e, apesar delas, as aulas são de alguma forma, desenvolvidas.

CONCLUSÃO

Não se pretende sugerir que as aulas de Língua Inglesa, no Ensino Médio, passem a enfatizar somente o estudo da literatura, com ênfase em períodos literários, autores e obras, contudo a inclusão do texto literário é uma questão que merece ser avaliada com seriedade uma vez que contribui para o desenvolvimento integral do educando, além de proporcionar um enfoque diferente para uma aula de Língua Estrangeira, na qual não se aprende somente a língua; com a qual o educando, às vezes, sente-se frustrado, por não conseguir dominá-la ao terminar o Ensino Médio.

Apesar de o texto literário contribuir para a aquisição da Língua Inglesa, pois, favorece o contato com estruturas linguísticas e vocabulário diferentes, explorando significados conotativos, proporcionando a percepção das variações linguísticas, ao se trabalhar com textos em inglês de autores de épocas diferentes; salienta-se que o conhecimento e a experiência que o aluno adquire, por meio de uma aula a qual explora o texto literário, priorizando os aspectos culturais e humanos, passa a fazer parte de sua vida, independente da proficiência linguística.

Assim, cabe ao professor de Língua Inglesa, refletir a respeito dos objetivos dessa disciplina para o Ensino Médio e se conscientizar de que o papel do professor de línguas não é somente ensinar a língua, porém, integrá-la – com os conteúdos de outras disciplinas, valorizando o aspecto interdisciplinar e multidisciplinar, tornando-a mais significativa para o educando a fim de prepará-lo para pensar criticamente e integrar-se socialmente.

REFERÊNCIAS

UNISEB Interativo- Letras- Português/ Inglês 3.2 (2011)

UNISEB Interativo- Letras- Português/ Inglês 5.1 (2012)

UNISEB Interativo- Letras- Português/ Inglês 5.2 (2012)

www.pt.wikipedia.org/wiki/Literatura_inglesa

www.linguainglesa.net/ptenglish2/literature.asp

www.linguainglesa.net/ptenglish2/literature

www.lit-inglesa.blogspot.com/.../literatura-e-as-guerras-civis-na.html

Licença Creative Commons | Atribuição | Uso Não-Comercial | Vedada a Criação de Obras Derivadas
Alguns direitos reservados
Exceto quando assinalado, todo o conteúdo deste site é distribuído com uma licença de uso Creative Commons
Creative Commons: Atribuição | Uso Não-Comercial | Vedada a Criação de Obras Derivadas

Como seria o Vade Mecum dos seus sonhos?

Estamos trabalhando em um Vade Mecum digital, inteligente, acessível e gratuito.
Cadastre-se e tenha acesso antecipado e gratuito à nossa versão beta.