Veredas da linguagem

A psicanálise é uma vereda da linguagem. Seu maior impulsionador foi a insuficência da linguagem diante do indizível. Alguns resolveram-se calar diante disso. Outro resolveram explorar caminhos possíveis, que fossem capazes de contornar o indizível sem propriamente esgotá-lo. É a ideia de que existem múltiplos caminhos que inspiraria sua dissolução na estética e, depois, a estetização de sua linguagem.

O discurso de autor, típico das artes, se apoderou da ciência contemporânea pela sedução enigmática que exerce. No entanto, a feição artística emergente é apenas uma derivação da constatação de que há múltiplas formas de veicular mensagens semelhantes. Cada forma é única, principalmente se em contextos irrepetíveis e marcados pela oralidade: uma palestra, uma entrevista.

Nas artes derivadas de outras (como no cinema) é maior a riqueza de sentidos porque trabalham a literatura, o visual, o musical, tudo simultaneamente. Melhor dizendo, tem multiplicidade de sentidos mais acessível à formação do homem médio. Nada impede que uma escultura tenha também múltiplos sentidos.

Tudo o que conhecemos é linguagem, inclusive no que concerne ao que não conhecemos bem. É possível existir uma linguagem precisa sobre o desconhecimento. Nesse sentido, tudo é passível de conhecimento, ainda que não possa ser vertido na linguagem que dispomos.

Os limites da minha linguagem são os limites do MEU mundo, não os limites do mundo. Existem veredas, que é um termo bastante ambíguo e polissêmico, às vezes trilhadas com aspiração de highway. Nós só queremos passear por elas sem que sejam mais do que são.

Acompanhe por RSS

Boletim Arcos

Cadastre-se para receber nosso boletim informativo
E-mail:

ok


Acompanhe o Arcos nas redes sociais


Licença Creative Commons | Atribuição | Uso Não-Comercial | Vedada a Criação de Obras Derivadas
Alguns direitos reservados
Exceto quando assinalado, todo o conteúdo deste site é distribuído com uma licença de uso Creative Commons
Creative Commons: Atribuição | Uso Não-Comercial | Vedada a Criação de Obras Derivadas

Como seria o Vade Mecum dos seus sonhos?

Estamos trabalhando em um Vade Mecum digital, inteligente, acessível e gratuito.
Cadastre-se e tenha acesso antecipado e gratuito à nossa versão beta.