II - Maquiavel

Diálogos

< Voltar ao diálogo principal
[0] 
Laura Mourão Santana 08/09/09 às 02h09

Questã 1

 

Após ler as obras de Pico e Maquiavel, fica claro que, na visão de ambos, a virtude é necessária para que qualquer autoridade política possa governar bem; o que acontece, porém, é que eles provavelmente discordariam sobre o que é governar bem e o que é governar mal. Para Maquiavel, um bom governante precisa saber se manter no poder; assim, a virtude ( virtù ) é necessária, como  explicou o Didier, para que o governante consiga manter-se governando; enquanto que, para Pico, esta é necessaria para mantê-lo mais perto de Deus e mais longe das coisas mundanas, ou seja, para Pico, um bom líder tem que ser virtuoso para conseguir que  seu reino fique cada vez mais próximo do reino dos céus.

Partindo daí, podemos pegar aquela ideia de “os fins justificam os meios”, normalmente associada à obra de Maquiavel, e perceber como esta não se aplica às idéias de Pico, pois, para este, o Fim – chegar mais próximo do reino de Deus – está intimamente ligado com o meio – ser uma pessa digna, que governa segundo a moral e a ética; na verdade, para este, os meios são quase tão importantes quanto o fim.

Pode-se também fazer um paralelo com o que Max Weber diz, em “A Política Como Vocação”  ( páginas 114 a 120 ), sobre ética de convicção e ética de responsabilidade; a primeira se refere à pessoas que agem sempre de acordo com a moral e os bons costumes, independente da situação, já a segunda se refere à pessas que agem pensando na consequência final de seus atos e, portanto, podem fugir à moral, contanto que seja para alcançar seu objetivo final. Poderíamos dizer que, para Pico, um político virtuoso agiria segundo a ética de convicção, ao passo que, para Maquiavel, ele agiria segundo a ética de responsabilidade.

[0] 

Para Laura

Laura, muito bom seu paralelo com Max weber, afinal relacionar as obras lidas com outros autores com os quais já se teve contato, demonstra que você realmente fez uma reflexão, apesar que houve alguns pontos que poderiam ser melhorados, como no caso em que você diz que a virtude para Maquiavel teria o fim de se manter no governo, sendo que ela também pode servir para se atingir o poder. É porque às vezes falamos um ponto, mas é que não fazer certas observações parece com que outras faces desse ponto não existissem, além do que não ficou claro para mim o que seria a virtude no seu texto. E em relação ao Pico, diferente do que foi dito é importante também que haja virtude na vida mundana. Dessa maneira, venho a te alertar, porque você fez o mais difícil que era o paralelo com outros autores, algo além, faltou atenção nesses pontos para que ficasse muito bom seu trabalho.
Licença Creative Commons | Atribuição | Uso Não-Comercial | Vedada a Criação de Obras Derivadas
Alguns direitos reservados
Exceto quando assinalado, todo o conteúdo deste site é distribuído com uma licença de uso Creative Commons
Creative Commons: Atribuição | Uso Não-Comercial | Vedada a Criação de Obras Derivadas

Como seria o Vade Mecum dos seus sonhos?

Estamos trabalhando em um Vade Mecum digital, inteligente, acessível e gratuito.
Cadastre-se e tenha acesso antecipado e gratuito à nossa versão beta.