II - Maquiavel

Diálogos

< Voltar ao diálogo principal
[0] 
Rafael de Oliveira Taveira 14/09/09 às 21h09

Carta ao governante

Excelentíssimo Governador,

Cumprindo meu dever e suas ordens, li a obra "O Príncipe" de Nicolau Maquiavel e tentei dela extrair conhecimentos úteis a manutenção do seu governo. Primeiramente acho necessário dizer que trata-se de um obra de 500 anos atrás. O contexto histórico, a concepção do ser humano como indivíduo e a organização política eram bem diferentes das atuais. Não é possível seguir os conselhos de Maquiavel à risca ou o senhor pode instigar reprovação de seu eleitorado. A diginidade humana e valores que defendemos hoje como igualdade e liberdade não eram presentes ou pouco expressivos naquela época. Estes conceitos seriam introduzidos mais amplamente no Renascimento e posteriormente na Revolução Francesa. Sendo assim, vamos ao que interessa.

Maquiavel destaca a enorme função de estudar exemplos bem sucedidos do passado. Através do estudo da História, o senhor deve espelhar-se e aprender com os acertos e erros de grandes governantes. Também destaca Maquiavel a importância de ser hábil e capacitado de prever resultados e estar atento ao futuro. Precaver é mais barato que remediar. Sendo assim, um olho no passado e outro no futuro.

Outro aspecto importante é ser um mestre da dissimulação. O senhor pode não gostar de determinado indivíduo, mas não o afaste. Nunca se sabe quando irá precisar de algum apoio. Falando em apoio, procure manter suas bases eleitorais firmes e as aparências boas. Demonstrar confiança é bom tanto para a relação com seus governados quanto com seus inimigos.Agrade àqueles que te elegeram e dê continuidade ao seu projeto político se lhe for conveniente. Não se prenda às promessas, elas podem acabar por lhe fazer mal se for muito custoso realiza-las. Atenha-se a manutenção da governabilidade, o seu objetivo máximo. E acredite que é o melhor para o povo que haja certa estabilidade. Maquiavel sofreu muito com a instabilidade política de Florença na época em que viveu, onde projetos políticos eram substituídos e deixados de lado e havia de começar-se tudo do zero.

 Seja amado e temido se possível. Porém, se tiver de escolher, de acordo com Maquiavel, é melhor ser temido. A obediência independe da vontade do povo, o amor é completamente dependente. Porém, creio eu, que nos dias de hoje, este conselho é falho. O senhor sabe muito bem o objetivo das instituições democráticas e da separação dos poderes e não será sábio se o Poder Executivo se fortalecer demais, oprimindo e indo contra os valores máximos de sua sociedade. Seja temido por seus inimigos, isto sim. Seja firme e forte em suas decisões como um leão e sábio como uma raposa para saber a hora certa de cada movimento. Só não seja cruel, povo nenhum aceitará isto e o senhor sabe que o poder emana do povo. (Lembre-se mais uma vez da história, quantos governantes não foram destituídos do poder por não estarem em uníssono com a vontade geral?)

Procure a confiança do povo, apesar de sempre haver conflitos entre os governados e governantes, é possível estabelecer um equilíbrio. Assim, terás apoio quando estiveres em má situação e glória quando estiveres por cima. Glória, palavra tão citada por Maquiavel e de tão pouco valor hoje em dia. Não pense pequeno, busque entrar nos anais da História como um bom governante e assim atingirás a glória, a eternidade.

Sendo assim, espero ter ajudado de forma satisfatória. Lembre-se de minha ajuda. Suas alianças são importantissímas, sozinho nada conseguirás. Quem sabe eu não precise de um emprego para a minha sobrinha futuramente em um de seus ministérios. Foi um prazer senhor Governador. Tenha um bom governo.

 Atenciosamente,

Rafael Taveira 

[-1] 
Rafael de Oliveira Taveira 16/09/09 às 11h09

Correção

Professor/ Monitores,

Eu fiz a atividade do Maquiavel no dia 14 (segunda-feira) como pode ser visto acima. Logo,  estava dentro do prazo de atraso que é de uma semana como havia sido combinado. Na lista das notas, consta que eu não fiz a atividade. Peço que reavaliem por favor. Obrigado. 

Licença Creative Commons | Atribuição | Uso Não-Comercial | Vedada a Criação de Obras Derivadas
Alguns direitos reservados
Exceto quando assinalado, todo o conteúdo deste site é distribuído com uma licença de uso Creative Commons
Creative Commons: Atribuição | Uso Não-Comercial | Vedada a Criação de Obras Derivadas

Como seria o Vade Mecum dos seus sonhos?

Estamos trabalhando em um Vade Mecum digital, inteligente, acessível e gratuito.
Cadastre-se e tenha acesso antecipado e gratuito à nossa versão beta.