Biografia

            O inglês John Locke nasceu na cidade de Wrington em 29 de agosto de 1632, filho de uma típica família anglicana de linha puritana do século XVII. Seu pai, John Locke era um pequeno proprietário e advogado que trabalhava como procurador além de ser funcionário do Juizado de Paz, enquanto a mãe Agnes Locke era filha de um curtidor.

            Como fases importantes de sua formação, pode-se citar o ingresso na escola de Westminster em 1646, e posteriormente em Oxford onde permaneceu até o ano de 1684. A partir das divergências que passou a apresentar com relação ao entendimento do conhecimento na instituição e por seu desinteresse em seguir vocação sacerdotal, Locke pediu licença do cargo que ocuparia em 1666 e iniciou seus estudos na área da medicina, na qual se licenciou em 1674.

            Ainda em 1666, John Locke conhece Lord Ashley, conde de Shaftesbury que devido a problemas de saúde convida o jovem Locke a mudar-se para sua casa e prestar-lhe serviços médicos particulares. O aristocrata aparece como personagem essencial a inserção de Locke no campo do pensamento e da ação política, ele era chefe do partido Wigh e com o passar do tempo passou a ter em Locke figura essencial, tratando desde interesses pessoais e familiares a assuntos políticos. Ao ser nomeado chanceler, concedeu a Locke a função de secretário para apresentação de benefícios e em 1673, secretário da Junta de Comércio, cargo que teve que desocupar em 1675 devido a queda política de seu mentor e protetor.

            Locke conheceu muitos lugares por suas viagens devido as funções políticas que desempenou. Em 1666 durante a primeira guerra contra a Holanda, acompanhou a embaixada inglesa  à  Alemanha, em 1675 foi viver na França, mas especificamente em Montpellier, onde começou a escrever o Ensaio Sobre O Entendimento Humano, que só será publicado anos mais tarde, em 1690.De volta a Inglaterra em 1679, é forçado a se exilar na Holanda por causa da posição política de Lord Ashley em relação ao rei Jaime II , católico, contra o qual se opunha fortemente.

            Na Holanda, aproxima-se de Philip van Limbroch, teólogo liberal e dirigente de uma seita protestante. Tal laço se cria como uma tentativa de Locke de fugir da prisão exigida pela Inglaterra. Ao novo amigo Locke dedica Carta Sobre a Tolerância.

            Com a ascensão da rainha Maria em 1689 Locke pode de fato retornar a Inglaterra onde em reconhecimento a seus serviços lhe foram oferecidos cargos de embaixador a sua escolha, os quais recusou. Preferindo um cargo público menos graduado, permaneceu trabalhando em Londres e morando no campo ao lado da filha do famoso filósofo de Cambridge, Cudworth, com quem permaneceu até sua morte em 28 de outubro de 1704.

Sumário

Boletim Arcos

Cadastre-se para receber nosso boletim informativo
E-mail:

ok


Acompanhe o Arcos nas redes sociais


Licença Creative Commons | Atribuição | Uso Não-Comercial | Vedada a Criação de Obras Derivadas
Alguns direitos reservados
Exceto quando assinalado, todo o conteúdo deste site é distribuído com uma licença de uso Creative Commons
Creative Commons: Atribuição | Uso Não-Comercial | Vedada a Criação de Obras Derivadas