Contexto Histórico, Científico e Cultural

Para uma melhor compreensão e entendimento da obra de Weber é necessário entendermos o contexto histórico mundial, assim como o contexto científico, aos quais o autor estava inserido quando escreveu “ A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo.

 

No inicio do século xx, a Europa vivenciava as transformações trazidas pela revolução industrial e pela crescente expansão do capitalismo. Instaurava-se um novo modelo de vida que criava novas formas de sociabilidade que provocaram profundas mudanças na estrutura social de diversos países. Antigas formas de vida foram transformadas ou substituídas por outras, a política, a economia e a cultura mudavam de cara e, dentro desse contexto, surgia a necessidade de uma ciência que tivesse como objeto a própria sociedade. Nesse período, Durkheim na França, estudava a divisão social do trabalho e as formas de solidariedade social, Marx e Engels falavam sobre o capitalismo e suas crises e Weber na Alemanha teorizava sobre a origem do capitalismo.

 

Filho de um protestante e de uma calvinista de classe média alta, Weber nasceu e teve sua formação intelectual no período em que as primeiras disputas sobre a metodologia das ciências sociais começavam a surgir na Europa, sobretudo em seu país, a Alemanha, período no qual a sociologia buscava também afirmar-se enquanto ciência. Suas formulações podem ser vistas como produtos de seu contexto, visto que somente ao início do século XIX a Alemanha passava pelo seu processo de industrialização — tardiamente quando comparado à expansão urbana e formação da burguesia industrial na Inglaterra e na França ainda no século XVIII; onde floresceram o Positivismo, e o Evolucionismo, resultando em uma metodologia sociológica voltada aos anseios da sociedade industrial, e à ela adaptada.

 

As soluções encontradas por Weber para os intrincados problemas metodológicos que ocuparam a atenção dos cientistas sociais do começo do século XX permitiram-lhe lançar novas luzes sobre vários problemas sociais e históricos, e fazer contribuições extremamente importantes para as ciências sociais. Na busca de compreender a origem do capitalismo, Weber encontra no protestantismo as possíveis raízes que levaram ao desenvolvimento do capitalismo.

 

 

 BIBLIOGRAFIA:

WEBER, Max. A

ética protestante e o espírito capitalista. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

Sites: 

http://www.infoescola.com/sociologia/surgimento-da-sociologia/

http://pt.wikipedia.org/wiki/Sociologia

http://pt.wikipedia.org/wiki/Max_Weber

http://www.mundociencia.com.br/sociologia/sociologia.htm

Sumário

Boletim Arcos

Cadastre-se para receber nosso boletim informativo
Nome:

E-mail:

ok


Acompanhe o Arcos nas redes sociais


Licença Creative Commons | Atribuição | Uso Não-Comercial | Vedada a Criação de Obras Derivadas
Alguns direitos reservados
Exceto quando assinalado, todo o conteúdo deste site é distribuído com uma licença de uso Creative Commons
Creative Commons: Atribuição | Uso Não-Comercial | Vedada a Criação de Obras Derivadas