Introdução ao Direito

Referências Bibiliográficas

Alexandre Araújo Costa

Referências Bibliográficas

Abbagnano, Nicola. Dicionario de filosofía. Santafé de Bogotá: Fondo de Cultura Económica, 2a ed., 1997.

Aguiar, Roberto Armando de Ramos. Direito, poder e opressão. São Paulo: Alfa-Omega, 3a ed., 1990.

_____. O que é justiça?: uma abordagem dialética. São Paulo: Alfa-Omega, 4a ed., 1995.

Antunes, Paulo de Bessa. Uma nova introdução ao direito. Rio de Janeiro: Renovar, 2a ed., 1992.

Aquino, Tomás de. Suma Teológica. Vol. II. Porto Alegre: Escola Superior de Teologia São Lourenço de Brindes, 1980.

Assis, J. M. Machado de. Obra Completa, vol. II, Papéis Avulsos, Teoria do Medalhão. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1997.

Aristóteles. Ética a Nicômacos. Brasília: UnB, 3a ed., 1992.

_____. Política. Rio de Janeiro: Ediouro.

Ballesteros, Jesús. Sobre el sentido del derecho. Madrid: Tecnos, 2a ed., 1997.

Batista, Nilo. Introdução crítica ao direito penal brasileiro. Rio de Janeiro: Revan, 3a ed., 1996.

Belaid, Sadok. Essai sur le pouvoir créateur et normatif du juge. Paris: Librairie Génerale de Droit et de Jurisprudence, 1974.

Bisol, Jairo. Dogma e dogmatismo. Em: Sousa Júnior, José Geraldo de (org.). Introdução crítica ao direito. Série "O direito achado na rua", vol. 1. Brasília: UnB, 4a ed., 1993.

Bobbio, Norberto. Locke e o direito natural. Brasília: UnB, 2a ed., 1998.

_____. O positivismo jurídico: lições de filosofia do direito. São Paulo: Ícone, 1995.

Caillosse, Jacques. Introduire au droit. Paris: Montchrestien, 2a ed., 1995.

Cândido, João Batista de Oliveira. Casamento. Em: Pereira, R. da C. (coord.). Direito de família contemporâneo. Belo Horizonte: Del Rey, 1997.

Capella, Juan Ramón. El aprendisaje del aprendisaje: [fruta prohibida I. Cuaderno rojo]. Una introducción al estudio del derecho. Madrid: Trotta, 1995.

Carvalho, Amilton Bueno de. Direito alternativo: teoria e prática. Porto Alegre: Síntese, 1998.

Chauí, Marilena. Convite à Filosofia. São Paulo: Ática, 5a ed., 1995.

Clastres, Pierre. A sociedade contra o Estado. Francisco Alves (col. Ciências Sociais), 5a ed., 1990.

Coelho, Luiz Fernando. Teoria crítica do direito. Porto Alegre: Sergio Antonio Fabris, 2a ed., 1991.

Correas, Óscar. Crítica da ideologia jurídica: ensaio sócio-semiológico. Porto Alegre: Sergio Antonio Fabris, 1995

David, René. Os grandes sistemas do direito contemporâneo. São Paulo: Martins Fontes, 1993.

Diniz, Maria Helena. Curso de direito civil brasileiro: direito de família. São Paulo: Saraiva, 5o vol., 15a ed., 2000.

Eagleton, Terry. Ideologia. São Paulo: Unesp, Boitempo, 1997.

Ehrlich, Eugen. Fundamentos da Sociologia do Direito. Brasília: UnB, 1986.

Faria, José Eduardo. A cultura e as profissões jurídicas numa sociedade em transformação. Em: Nalini, José Renato (coord.). Formação jurídica. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2a ed., 1999.

Fernández, Eusebio. El Jusnaturalismo. Em: Garzón Valdés, Ernesto et alii. El derecho y la justicia. Madrid: Consejo Superior de Investigaciones Científicas, Boletín Oficial del Estado e Editorial Trotta, 1996.

Ferraz Jr. Tercio S. Função social da dogmática jurídica. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1980.

_____. Introdução ao Estudo do direito: técnica, decisão, dominação. São Paulo: Atlas, 1988.

Gadamer, Hans-Georg. Verdade e método: traços fundamentais de uma hermenêutica filosófica. Petrópolis: Vozes, 1997.

_____. Truth and method. New York: Continuum, 2a ed., 1998.

García Máynez, Eduardo. Introducción al estudio del Derecho. México: Porruá, 1988.

Gilissen, John. Introdução histórica ao direito. Lisboa: Calouste Gulbenkian, 2a ed., 1995.

Guibourg, Ricardo A. Fuentes del Derecho. Em: Garzón Valdés, Ernesto et alii. El derecho y la justicia. Madrid: Consejo Superior de Investigaciones Científicas, Boletín Oficial del Estado e Editorial Trotta, 1996.

Gusmão, Paulo Dourado de. Introdução ao estudo do direito. Rio de Janeiro: Forense, 25a ed., 1999.

_____. Filosofia do direito. Rio de Janeiro: Forense, 5a ed., 1999.

Hart, Herbert L. A. O conceito de direito. Lisboa: Calouste Gulbenkian, 2a ed., 1994.

Habermas, Jürgen. Direito e democracia: entre faticidade e validade. Vol. I. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1997.

_____. Técnica e ciência como ideologia. Lisboa: Edições 70, 1997.

Hespanha. António M. Justiça e ligitiosidade: história e prospectiva. Lisboa: Calouste Gulbenkian, 1993.

_____. Panorama histórico da cultura jurídica européia. Mem Martins: Europa-América, 1997.

Hierro, Liborio. El realismo jurídico. Em: Garzón Valdés, Ernesto et alii. El derecho y la justicia. Madrid: Consejo Superior de Investigaciones Científicas, Boletín Oficial del Estado e Editorial Trotta, 1996.

Hobbes, Thomas. Leviatã. São Paulo: Nova Cultural, 1988.

Ihering, Rudolf von. A luta pelo direito. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1998.

Kant, Immanuel. Crítica da razão pura. São Paulo: Nova Cultural [Os Pensadores], 1996.

_____. Fundamentação da metafísica dos costumes. Lisboa: Edições 70, 1997.

Kelsen, Hans. O problema da justiça. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

_____. Teoria geral do direito e do Estado. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

_____. Teoria pura do direito. São Paulo: Martins Fontes, 3a ed., 1991.

Kommers, Donald. P. The constitutional jurisprudence of the Federal Republic of Germany. Duke University Press, 2a ed., 1997.

Larenz, Karl. Metodologia da Ciência do Direito. Lisboa: Calouste Gulbenkian, 2a ed., 1982.

Latorre, Angel. Introdução ao direito. Coimbra: Almedina, 1997.

Leoncy, Léo F. Zetética e dogmática jurídicas: uma introdução aos enfoques teóricos do direito a partir da obra jusfilosófica de Tercio Sampaio Ferraz Jr. Texto original.

Lyra Filho, Roberto. Direito e lei. In: Sousa Júnior, José Geraldo de (org.). Introdução crítica ao direito. Série "O direito achado na rua", vol. 1. Brasília: UnB, 4a ed., 1993.

Lledó, Juan A. Pérez. Teorías críticas del Derecho. Em: Garzón Valdés, Ernesto et alii. El derecho y la justicia. Madrid: Consejo Superior de Investigaciones Científicas, Boletín Oficial del Estado e Editorial Trotta, 1996.

Luhmann, Niklas. Sociologia do direito I. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1983.

Machado, J. Batista. Introdução ao direito e ao discurso legitimador. Coimbra: Almedina, 1999.

Machado, Edgar da Mata. Elementos de teoria geral do direito. Belo Horizonte: UFMG, 1995.

MacIntyre, Alasdair. Justiça de quem? Qual racionalidade? São Paulo: Loyola, 1991.

Miaille, Michel. Uma introdução crítica ao direito. Lisboa: Estampa, 2a ed., 1994.

Mill, John Stuart. Utilitarianism. New York: Meridian, 1974. [Utilitarismo. Coimbra: Atlântida, 1961]

Menezes Cordeiro, António Manuel da Rocha e. Introdução à edição portuguesa. Em: Canaris, C.-W. Pensamento sistemático e conceito de sistema na ciência do direito. Lisboa: Calouste Gulbenkian, 1989.

Monteiro, Washington de Barros. Curso de direito civil. São Paulo: Saraiva, 3o vol., 35a ed., 1999.

Montesquieu. Do espírito das leis. Rio de Janeiro: Ediouro.

Moreira, Marco Antonio. Aprendizagem significativa. Brasília: UnB, 1999.

Nader, Paulo. Filosofia do direito. Rio de Janeiro: Forense, 8a ed., 2000.

_____. Introdução ao estudo do direito. Rio de Janeiro: Forense, 18a ed., 2000.

Olivecrona, Karl. Law as fact. London: Stevens & Sons, 1971.

Pereira, Rodrigo da Cunha. Concubinato - União estável. Em: Pereira, R. da C. (coord.). Direito de família contemporâneo. Belo Horizonte: Del Rey, 1997.

Perelman, Chaïm. Lógica Jurídica: Nova Retórica. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

Radbruch, Gustav. Filosofia do Direito. Coimbra: Arménio Amado, 1997.

Ráo, Vicente. O direito e a vida dos direitos. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1997.

Reale, Giovanni e Antisseri, Dario. História da filosofia. Vol. II. São Paulo: Paulus, 2a ed., 1990.

Reale, Miguel. Lições preliminares de direito. São Paulo: Saraiva, 19a ed., 1991.

_____. Teoria tridimensional do direito: situação atual. São Paulo: Saraiva, 5a ed., 1994.

_____. Visão Integral do direito em Kelsen. Em: Prado, Luiz Regis et Karan, Munir (coord.). Estudos De filosofia do direito. São Paulo: Revista dos Tribunais, 1985.

Recaséns Siches, Luis. Introducción al estudio del derecho. México: Porruá, 1970.

Roque, Sebastião José. Introdução ao estudo do direito. São Paulo: Ícone, 1996.

Ross, Alf. Direito e justiça. São Paulo: Edipro, 2000.

Santos, Boaventura de Sousa. O discurso e o poder: ensaio sobre a sociologia da retórica jurídica. Porto Alegre: Sergio Antonio Fabris, 1988 (1980).

_____. Notas sobre a história jurídico-social de Pasárgada. Em:Sousa Júnior, José Geraldo de (org.). Introdução crítica ao direito. Série "O direito achado na rua", vol. 1. Brasília: UnB, 4a ed., 1993.

_____. Pela mão de Alice. São Paulo: Cortez, 5a ed., 1999.

Schmill, Ulisses. El positivismo jurídico. Em: Garzón Valdés, Ernesto et alii. El derecho y la justicia. Madrid: Consejo Superior de Investigaciones Científicas, Boletín Oficial del Estado e Editorial Trotta, 1996.

Sófocles. Antígona. Brasília: UnB, 1997.

Solon, Ari Marcelo. Dever jurídico e teoria realista do direito. Porto Alegre: Sergio Antonio Fabris, 2000.

Sousa, Marcelo Rebelo de. Introdução ao estudo do direito. Mem Martins: Europa-América, 4a ed., 1998.

Thompson, John B. Ideologia e cultura moderna: teoria social crítica na era dos meios de comunicação de massa. Petrópolis: Vozes, 3a ed., 1999.

Tumánov, Vladímir. O pensamento jurídico burguês contemporâneo. Lisboa: Caminho, 1985.

Vecchio, Giorgio del. Lições de filosofia do direito. Coimbra: Arménio Amado, 5a ed., 1979.

Villey, Michel. Seize essais de philosophie du droit dont un sur la crise universitaire. Paris: Dalloz, 1969.

Warat, Luis Alberto. A ciência jurídica e seus dois maridos. Santa Cruz do Sul: EDUNISC, 2a ed., 2000.

_____ (org). Em nome do acordo: a mediação no direito. Argentina: Almed, 1999.

_____. O direito e sua linguagem, 2a versão. Porto Alegre: Sergio Antonio Fabris, 2a ed., 1995.

_____. Introdução geral ao direito. Vol. I (Interpretação da lei: temas para uma reformulação). Porto Alegre: Sergio Antonio Fabris, 1997.

_____. Introdução geral ao direito. Vol. III (O direito não estudado pela teoria jurídica moderna). Porto Alegre: Sergio Antonio Fabris, 1997.

Warat, Luis Alberto e Pêpe, Albano Marcos Bastos. Filosofia do direito: uma introdução crítica. São Paulo: Moderna, 1996.

Wittgenstein, Ludwig. Tratado Lógico-Filosófico e Investigações Filosóficas, 2a ed. Lisboa: Calouste Gulbenkian, 1995.

Página anterior
Capítulo 13 de 13
Licença Creative Commons | Atribuição | Uso Não-Comercial | Vedada a Criação de Obras Derivadas
Alguns direitos reservados
Exceto quando assinalado, todo o conteúdo deste site é distribuído com uma licença de uso Creative Commons
Creative Commons: Atribuição | Uso Não-Comercial | Vedada a Criação de Obras Derivadas

Como seria o Vade Mecum dos seus sonhos?

Estamos trabalhando em um Vade Mecum digital, inteligente, acessível e gratuito.
Cadastre-se e tenha acesso antecipado e gratuito à nossa versão beta.